Instalar o Fedora 28 no VirtualBox

Instalar o Fedora 28 ofereceria a muitos usuários Debian da velha guarda uma mudança de ambiente. O ciclo de 6 lançamentos mensais do Fedora se esforça para acompanhar as últimas peças de toda a pilha de software desde o kernel Linux até o ambiente desktop.

Instalar o Fedora em uma VM é uma ótima maneira de molhar os pés quando se trata de todo o ethos da Red Hat. Dito isto, estaremos usando o VirtualBox 5.2.12 que é a última versão do VirtualBox disponível no momento em que esta escrita foi escrita. Então vamos começar.

Passo 1: Criando uma VM e Alocando recursos

Virtual Machine é uma abstração criada para mentir a um sistema operacional convidado que está rodando em hardware, apenas seu “Virtual Hardware” ou uma Máquina Virtual. O sistema operacional convidado então trataria esta VM como se fosse um hardware regular (com um grau de precisão justo). Mas primeiro precisamos criar o hardware virtual.

Na VirtualBox, no canto superior esquerdo encontre um ícone que diz “Novo”. Isto abrirá um assistente de configuração do Virtual Machine que nos guiará pelo processo.

>Configure a memória para pelo menos 2GB (2048 MB) para uma experiência suave, como mostrado abaixo.

Clique em “Create” para passar à criação de um disco rígido virtual para o seu VM.

Selecione o tamanho para o seu disco rígido virtual junto com o formato. Recomendamos pelo menos 10GB de espaço, conforme os requisitos mínimos oficiais do Fedora, e o formato .vdi que funciona melhor com o VirtualBox.

Clique em “Create” e sua máquina virtual estará pronta para o Fedora.

Passo 2 (Opcional): Ajustando suas configurações da VM

Estaremos fazendo dois ajustes para melhorar um pouco a nossa experiência com a VM. Isto inclui:

  • Aumentar a contagem do núcleo para 2
  • Mudar a interface de rede para Bridge

Para começar, clique com o botão direito do mouse na sua nova VM Fedora criada e selecione as configurações e vá para Configurações → Sistema → Processador

E se você tiver um processador multicore dedique 2 núcleos a ele. Fique dentro da região verde e evite a área sombreada vermelha, caso contrário seu host não será tão responsivo ou ele pode até mesmo travar!

Next, clique em Rede na coluna da esquerda e selecione o tipo de Interface(s) de Rede que você pode querer adicionar a ela. Por exemplo, ao iniciar um servidor web em uma VM, uma coisa típica a fazer é selecionar Bridge Adapter que faz a VM uma parte de sua LAN.

Isso significa que, em uma configuração doméstica típica onde você tem um roteador (access point) ao qual seu telefone, computador e outros dispositivos estão conectados, sua VM será capaz de falar com esses dispositivos. Assim, se você hospedar um site nesta VM, seu celular ou qualquer dispositivo conectado à sua rede doméstica pode ver este site.

Por outro lado, a configuração padrão do NAT permite que sua VM só possa falar com o sistema host e o sistema host oferece conectividade com a Internet para obter atualizações, navegação, streaming, etc.

Passo 3: Instalando o Sistema Operacional

Estaremos instalando a Estação de Trabalho Fedora 28 nesta VM. Para obter sua cópia do arquivo .iso clique aqui.

Para iniciar a VM, basta clicar duas vezes sobre ela a partir de sua GUI VirtualBox. Como não há nenhum sistema operacional instalado, o disco rígido virtual não é inicializável. O VirtualBox nota que esta é a primeira vez que estamos inicializando o sistema, então ele nos pede para selecionar um disco de inicialização.

Clique no ícone do arquivo, e localize o Fedora .iso, que você baixou anteriormente, dentro do seu sistema de arquivos. Uma vez selecionado, clique em “Iniciar”. Sobre isto você será perguntado o que você quer fazer com este .iso. Como esses dispositivos de mídia ao vivo são usados não apenas para instalação, mas para recuperação do sistema ou recuperação e solução de problemas.

Mas como queremos instalar o sistema, selecionaremos a opção mais importante que diz “Start Fedora-Workstation-Live-28”. Use as setas para alternar entre as opções e retornar para selecionar a opção desejada.

Após a inicialização da mídia ao vivo, o Fedora nos ajudaria a instalar facilmente o sistema operacional em nosso Disco Virtual. O menu de boas vindas pedi-lo-ia automaticamente, como mostrado abaixo:

Selecione “Instalar no disco rígido”. Selecione seu idioma, assumimos que Inglês (US , UK ou qualquer país onde você mora) seria uma boa escolha, já que você está lendo isto.

Hopefully, Time and Date would be automatically selected at this point. Se não, então clique em “Hora & Data” e selecione a opção apropriada.

Após isso ser feito, clique em “Destino da Instalação” para que possamos escolher em que dispositivo vamos instalar o Fedora (caso tenha vários dispositivos de armazenamento anexados ao seu sistema).

Deixe tudo ficar no seu valor padrão, e o Fedora irá lidar com o armazenamento e particionamento para você. A menos que você tenha um caso de uso específico em sua mente, nesse caso, sinta-se à vontade para experimentar.

Clique “Done”, no canto superior esquerdo, uma vez que você tenha verificado o destino (ou configurado).

Vai notar que o botão “Begin Installation”, que estava acinzentado antes, agora está destacado. Clique sobre ele e o Fedora iniciará a instalação do SO.

Isso levará algum tempo mas não requer mais assistência ou intervenção até que termine a instalação do SO e do gerenciador de boot. Após a instalação estar completa, desligamos o sistema para remover a mídia de instalação.

Para remover a mídia de instalação, basta clicar com o botão direito do mouse na máquina (Na GUI do VirtualBox), ir para Configurações → Storage

Selecione o Fedora-Workstation-Live, selecione o ícone do CD no lado direito e Remova o Disco do Drive Virtual.

Passo 4: Contas de Usuário e Atualizações do Sistema

Clique OK, e inicie o sistema novamente. O menu de inicialização irá aparecer, selecione Fedora e não a opção de recuperação.

Agora o Fedora irá saudá-lo com uma tela de Boas Vindas onde ele irá pedir-lhe permissões para coletar dados de usuários e relatórios de falhas, e se você gostaria de se inscrever usando uma de suas muitas contas de e-mail ou redes sociais. Você pode pular através destas, se quiser, e então você virá para a parte onde você configura um nome de usuário e senha.

> Depois disto o Fedora está oficialmente pronto para ser usado como seu SO pessoal da estação de trabalho!

Atualize seu sistema abrindo um terminal e executando os seguintes comandos:

>

$ dnf check-update
$ dnf upgrade

Conclusão

É isso! Nós temos uma instalação Fedora totalmente atualizada para você experimentar e trabalhar. Tire um instantâneo para que você possa restaurá-lo quando as coisas derem errado. Deixe-nos saber que outras coisas você quer que rodem no VirtualBox ou se há uma customização legal que você quer que façamos acontecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.