Boletim de Lei de PI Boletim de Lei de PI

Para entender melhor a questão, começamos com algum histórico sobre por que a questão da divulgação pública é tão importante para os candidatos levarem em conta. Muitos leitores estão familiarizados com 35 U.S.C. § 102 e o requisito de novidade. Para obter uma patente, um requerente deve reivindicar uma invenção nova – em outras palavras, algo que ainda não tenha sido divulgado ao público. A divulgação pública da invenção antes da data de depósito do pedido significa que a invenção carece de novidade. Observe, no entanto, o período de carência de um ano que existe nos Estados Unidos sob 35 U.S.C. § 102(b)(1), como discutido abaixo. Esse período de carência é inexistente em muitos países estrangeiros.

Outros, § 102(b) afirma que mesmo a divulgação pelo inventor pode destruir a novidade. Isso decorre da idéia de que a proteção de patentes é uma contrapartida – como um incentivo para divulgar os detalhes de uma invenção ao público, é concedido ao inventor um “monopólio” limitado sobre a invenção para impedir que outros pratiquem o escopo da invenção. Onde a invenção já é conhecida do público, através da divulgação pelo inventor ou outro, não há troca a ser feita.

Felizmente, os Estados Unidos têm um período de carência de um ano no qual um pedido pode ser apresentado após a divulgação do próprio inventor. O mesmo não acontece com muitos países estrangeiros, no entanto. As regras relativas à possibilidade de um candidato obter o benefício de um período de carência variam de acordo com o país, já que alguns períodos de carência se aplicam apenas em certas situações. Além disso, a duração de qualquer período de carência também varia de acordo com o país. Por exemplo, pelo menos os seguintes países têm um período de carência de 12 meses, de alguma forma: Estados Unidos, Argentina, Brasil, Canadá, México, República da Coreia (Coreia do Sul) e Singapura; pelo menos os seguintes países têm um período de carência de 6 meses, sob alguma forma: Austrália, Japão, Rússia, Arábia Saudita, e Emirados Árabes Unidos. A China, o Instituto Europeu de Patentes e a maioria dos países europeus não têm qualquer período de carência, exceto em circunstâncias restritas. O Escritório Mundial de Propriedade Intelectual fornece um conveniente gráfico de detalhes sobre os períodos de carência por país.

Outras vezes, o período de carência é limitado a apenas um ano. Por estas razões, os requerentes devem ter cuidado para não divulgar publicamente sua invenção inadvertidamente.

Regras Gerais de Divulgação Pública

Existem múltiplas formas pelas quais a divulgação pública de uma invenção pode ocorrer, incluindo descrição em uma patente ou publicação impressa, uso público e venda pública. Este post enfoca a questão da divulgação pública em geral, por uma “publicação impressa”, que pode ser surpreendentemente ampla. Para mais informações sobre outras considerações § 102, consulte os nossos posts anteriores.

O Circuito Federal reflectiu recentemente sobre a questão da divulgação pública na Medtronic, Inc. v. Barry. O caso questionou se a distribuição de um CD contendo uma demonstração em vídeo e um fichário contendo partes de um slide deck distribuído em várias reuniões de grupo constituía uma divulgação pública. Referindo-se à Blue Calypso, LLC v. Groupon, Inc., o tribunal explicou que a acessibilidade pública é a “pedra de toque” para determinar se uma referência foi divulgada publicamente. Além disso, o tribunal explicou que há muitas maneiras de se divulgar uma referência ao público em geral, e assim é necessário considerar os fatos e circunstâncias de cada caso.

Na forma talvez a mais óbvia, a divulgação pública de uma publicação impressa pode ocorrer quando o material é colocado em circulação geral (como em um anúncio de revista, uma publicação promocional, e um artigo de jornal). Os candidatos devem ter em mente que muito pouca circulação real precisa ocorrer se o trabalho for direcionado para aqueles qualificados na arte. Uma invenção descrita em uma publicação impressa colocada em circulação geral normalmente constitui uma divulgação pública.

Uma outra forma potencial de divulgação pública refere-se a divulgações feitas a um grupo seleto de pessoas, como em uma conferência ou em uma reunião de grupo. Embora muitas dessas divulgações constituam frequentemente divulgações públicas para fins de arte prévia, a análise requer a consideração de uma série de fatores que podem fazer com que tais divulgações não subam ao nível de uma divulgação pública para fins de arte prévia.

Distribuição e Discussão em Reuniões de Grupo

Intuitivamente, a discussão da invenção em uma grande conferência é algo a ser evitado até que uma data prioritária seja assegurada, mas o que dizer da discussão em uma reunião com três ou quatro executivos de outra empresa? E se a informação for compartilhada em um folheto com um pequeno grupo de especialistas na área? Como dissemos acima, a questão final é se os materiais são acessíveis ao público para as pessoas interessadas na área. A fim de responder a essa pergunta, os tribunais consideraram os seguintes fatores

  • Se existe uma expectativa de confidencialidade entre o distribuidor e os destinatários dos materiais, mesmo na ausência de uma obrigação legal formal;
  • Tamanho da reunião;
  • Natureza da reunião e se a reunião é aberta ao público interessado no assunto do material divulgado ou limitada aos membros de um determinado grupo;
  • Quem participou das reuniões, levando em conta a experiência do público alvo; e
  • Se os materiais foram distribuídos sem restrições.

Ao levar em consideração o que realmente constitui uma divulgação pública, você é capaz de compartilhar com confiança sua invenção de forma a obter um feedback valioso e prático para o desenvolvimento ou comercialização do produto.

Agora que aperfeiçoamos o que se qualifica como uma divulgação pública, nosso próximo post avaliará princípios orientadores, tendências e exemplos para ajudá-lo a evitar que suas divulgações constituam arte prévia. Leia a segunda parte aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.